01 janeiro 2010

2010...

ANO EUROPEU DO COMBATE À POBREZA E EXCLUSÃO SOCIAL




(Pobreza e Exclusão Social já foram temas focados neste blogue. Pesquise!)

10 dezembro 2009

A questão climatérica e a Cimeira de Copenhaga

Não diria mais do que a Maria José Nogueira Pinto:


À semelhança do que acontece com outros problemas deste mundo global a questão climática só se poderá resolver através da construção de uma consciência planetária. Uma consciência que assuma o simples facto de a espécie humana não ter outro território próprio que não seja este planeta, interiorize o dever de o preservar para as gerações futuras e se disponha a rever padrões de produção e consumo que se tornaram insustentáveis. Parece-me que o primeiro passo deve ser no sentido de uma nova forma de ver as coisas - e é aqui que a Cimeira de Copenhaga pode ser determinante - que ultrapasse a simples dicotomia dos países ricos e pobres, de-senvolvidos ou em vias de desenvolvimento, poderosos ou não poderosos, predadores ou vítimas. Ora se o ponto central das negociações for, de facto, a construção de uma visão comum que estabeleça como deverá ser o mundo que queremos no futuro, então talvez se possa dar um salto qualitativo em termos de decisões e regras comuns que possam ir além dos meros acordos pontuais e das afirmações retóricas que habitualmente preenchem este tipo de encontros.

Urge a construção de uma consciência colectiva que tenha em vista a preservação do ambiente sempre com a mente num desenvolvimento sustentável essencial.

Violência na Escola

O caso da jovem de 14 anos do Montijo, que nos últimos dias se tem falado, vítima de bullying é um dos muitos casos de violência na Escola.
Longe vão os tempos de Escola dos nossos pais e avós em que eles próprios eram vítimas de uma certa (não diria violência) severa autoridade por parte dos professores. Na sociedade actual, temos vindo a assistir ao inverso. Nunca é demais recordar a entrevista que dei ao blogue Ágora em Abril do ano passado, pouco tempo depois do caso Carolina Michaelis, acerca da educação e do meio Escolar em Portugal. (
http://a-agora.blogspot.com/2008/04/acerca-da-educao.html)

Contudo, a violência aluno-aluno, denominada de bullying, não sendo tema central nesta entrevista apresenta-se agora como pertinente para falarmos do caso da menina do Montijo. O bullying acontece em meio escolar sobretudo quando temos em contacto grupos étnicos diferentes, quando alguém quer fazer valer uma certa superioridade rácica, ou seja, contra as minorias raciais e étnicas. Não raro assistirmos a estas situações de bullyng nomeadamente em escolas onde encontramos alunos de bairros sociais oriundos de famílias com laços desestruturados. De salientar ainda que estes casos são mais propícios em meio urbano. Todavia, não podemos generalizar e não são somente por estes motivos que acontecem casos de bullyng nas escolas, podendo também acontecer sobre indivíduos com personalidade frágil cujos colegas se aproveitam dessa fragilidade para gozar com esses indivíduos.
O bullyng é um tema que merece discussão atenta, talvez um dia volte a ele mais pormenorizadamente.

No que concerne ao caso da aluna do Montijo não sei muito bem em que pressupostos terá assentado tal violência exercida sobre ela. Mas vejamos que essa violência não foi somente física mas também psicológica. Pelo pouco que vi da notícia apercebi-me da mãe da jovem revelar da exposição que fizeram da filha na rede social "hi5".
Aí está um dos vários motivos pelos quais não sou adepta das redes sociais virtuais, não só pela perda do contacto social presencial mas também por esta exposição que o indivíduo faz da sua vida pessoal ou, neste caso em concreto, alguém faz uso dos dados pessoais de outrém e os expõe na internet.
Nessa mesma entrevista que dei sobre Educação eu avançava "A indisciplina na escola é de todos os tempos e, infelizmente, acontece com relativa frequência. Os estudos realizados não nos mostram variações na prevalência de casos de indisciplina ou mesmo violência escolar. As diferenças encontram-se na forma como as situações se manifestam e, actualmente, aparecem associadas às novas tecnologias o fenómeno de violência em contexto escolar. Através dos telemóveis, da Internet deparamo-nos com constantes insultos e ameaças de violência. O que está no centro da vida dos jovens são as telecomunicações e a Internet: há interacção, oferece-lhes recursos."

03 novembro 2009

Faleceu Claude Lévi-Strauss

Faleceu na passada madrugada de Sábado para Domingo, com 100 anos de idade, o antropólogo que mais ouvi falar e estudei no meu primeiro ano de Universidade, precisamente na disciplina de Antropologia Geral.




Lévi-Strauss foi um dos grandes intelectuais franceses do século XX e lançou as bases da Antropologia moderna. Foi o primeiro membro centenário da Academia Francesa, para onde entrou em 1973. E foi também um crítico do etnocentrismo e de algum modo um precursor intelectual do movimento ecologista.

Foi também o primeiro antropólogo na Academia Francesa, a cujas sessões se deslocava regularmente até há não muitos anos.

Filho de judeus franceses, nasceu na Bélgica, em 1908, mas mudou-se para França ainda em idade de estudar no liceu. Depois, na Sorbonne, em Paris, estudou Direito e Filosofia, tendo sido professor desta última disciplina no ensino secundário.

Em 1935 foi para o Brasil. Aceitou um lugar como professor de Sociologia na Universidade de São Paulo, onde começou a sua carreira de etnólogo. Naquela época, havia milhares de índios nos subúrbios da cidade, o que lhe permitiu dedicar os fins-de-semana à sua nova disciplina.

Partiu mais tarde para o Mato Grosso e a Amazónia, onde contactou muitas tribos. Depois também estudaria índios norte-americanos.

Em “As Estruturas Elementares do Parentesco”, sua primeira obra de grande projecção, publicada em 1949, forneceu um novo método de análise que se tornou comum a muitos antropólogos. A tese do livro é que o "parentesco" está no centro da Antropologia que estuda o homem na sua dimensão social. E aqui o parentesco é entendido como as regras de aliança, de filiação, de residência ou de perpetuação das populações.

A sua obra mais marcante, “Tristes Trópicos”, chegou em 1950. Trata-se de uma autobiografia intelectual que recebeu o Prémio Goncourt e teve êxito também junto de um público muito para além da comunidade científica. E, em 1958, Antropologia Estrutural abre o caminho ao estruturalismo, a nova corrente do pensamento de que foi o principal teorizador, aplicando ao conjunto dos factos humanos de natureza simbólica um método que procura as formas invariáveis existentes em conteúdos diferentes. No ano seguinte era titular da Antropologia Social no Collège de France, de onde se reformou em 1982.

Lévi-Strauss criticou também o aparecimento de uma corrente de pensamento humanista que secundarizou a natureza, tornando-se assim num precursor do movimento ecologista.

Numa entrevista em 2005, Lévi-Strauss disse: "Dirigimo-nos para uma espécie de civilização à escala mundial (...) Estamos num mundo a que já não pertenço. Aquele que conheci, aquele de que gostei, tinha 1500 milhões de habitantes. O mundo actual tem seis mil milhões de humanos. Já não é o meu."

Fonte: O Público

14 outubro 2009

Autárquicas 2009 - "Sempre por Vila das Aves"

As Autárquicas 2009 trouxeram resultados mais ou menos satisfatórios.

A Câmara Municipal de Santo Tirso ficou mais uma vez entregue ao Eng. Castro Fernandes do Partido Socialista o que me antevê mais 4 anos de marasmo neste concelho de si já bastante retrógado e pouco desenvolvido.

Para a Câmara Municipal obtiveram-se os seguintes resultados:
- PS - 47%
- PSD - 41%
- CDS-PP - 4%
-PCP-PEV - 3%


Já agora para a Assembleia Municipal:
- PS - 47%
- PSD - 40%
- CDS -PP - 5%
- PCP - PEV - 4%

Um resultado muito decepcionante para todos em especial para o João Abreu e a sua equipa que trabalharam arduamente em prol de um Santo Tirso melhor. Como eu havia dito anteriormente:
Se há quatro anos João Abreu tinha uma candidatura forte, hoje digo com toda a certeza: João Abreu tem uma candidatura fortíssima. E não digo isto só a nível da equipa que o acompanha, digo essencialmente pelos Programas por ele apresentados. O Programa de Apoio às Famílias (PROFAM), o Programa da Cultura, o Programa para a Juventude, o Programa para o Turismo, O Programa do Desporto, Lazer e Bem-Estar, O Programa da Educação, o Programa para o Emprego, Investimento e Inovação, todos eles são pautados por conteúdo temáticos ricos e que vão de encontro às necessidades primordiais e essenciais da população do nosso concelho.
O João Abreu e a sua equipa têm percorrido o concelho e a recepção por parte da população não podia ser mais calorosa. A população manifesta as suas preocupações e necessidades, João Abreu escuta e apresenta as suas ideias programáticas. João Abreu não baseia os seus discursos nem a sua campanha porta-a-porta em ataques descabidos à oposição, João Abreu não gaba"obra feita", João Abreu limita-se a apresentar as suas ideias para fazer de Santo Tirso um concelho melhor, um concelho desenvolvido que dê respostas a todos os níveis à população das 24 freguesias, um concelho onde valha a pena viver viver, um concelho que não repulse a sua população, um concelho onde párem de o acusar de "estar sempre na mesma, sempre no mesmo atraso", João Abreu PROMETE sim MUDAR SANTO TIRSO.
Para mim, que trabalhei como Secretária da Direccção de Campanha do João Abreu e que vivi tudo de muito perto, onde quase tudo passou pelas minhas mãos, devo dizer que a confiança entre nós vivida era grande! João Abreu merecia a vitória, nós mereciamos um Concelho melhor!
Contudo, nem todo o concelho viu as coisas dessa forma...


Aqui apraz-me elogiar e deixar um bem-haja ao povo de Vila das Aves. Eu não poderia estar mais orgulhosa do povo da minha terra! Finalmente o povo de Vila das Aves percebeu quem fala a verdade, percebeu quais as reais intenções de todos os candidatos e soube escolher o melhor para os destinos da sua Vila!

Para a Assembleia de Freguesia:
- PSD - 57%
- UPC - 19%
- PS - 18%
- PCP-PEV - 2%
Os Avenses não se deixaram enganar por movimentos independentes criados e incentivados por sabemos bem quem. Os Avenses sabem o esforço e dedicação de Carlos Valente por esta vila, o amor pela nossa terra! E sabem as dificuldades que tem passado à conta da gestão camarária liderada pelo Eng. Castro Fernandes e aderiram ao apelo de colocar o PSD nos destinos do concelho. Daí Vila das Aves ter apresentado os seguintes resutados:

Para a Assembleia Municipal:
- PSD - 49%
- PS - 39%

Para a Câmara Municipal:
- PSD - 48%
- PS - 43%


Obrigada Vila das Aves pelos resultados nas Autárquicas!!!

21 setembro 2009

Dia Mundial da Doença de Alzheimer

O conjunto de 35 milhões de pessoas que actualmente sofrem da doença de Alzheimer pode quase duplicar a cada 20 anos, concluiu um estudo do King´s College of London, publicado esta segunda-feira em que se assinala o Dia Mundial do Alzheimer.

Esta doença cada vez mais avassaladora no nosso século atinge milhões de pessoas em todo o mundo. Portugal não foge à regra e há já um número assinalável de pessoas atingidas por esta doença.
Quem tem um familiar vítima desta doença sabe bem o quão complicado é viver e conviver com uma pessoa assim, o quanto frustrante é querer ajudar e não haver como.

Algumas conclusões do Estudo:

- Os custos que suportam os pacientes de demência são não apenas uma questão social, mas uma questão económica, que aumentam a carga que recai sobre a população economicamente activa e sobre os sistemas de saúde, diz o relatório.

- «O actual investimento em investigação, tratamento e cuidados é, na verdade, bastante desproporcional ao impacto geral da doença sobre os pacientes, os seus enfermeiros e os terapeutas, nos sistemas sociais e de saúde e sobre a sociedade», disse o psiquiatra Martin Prince.

- O relatório recomenda à Organização Mundial de Saúde (OMS) que declare a demência como uma prioridade no campo da saúde e ainda um aumento no investimento em investigações para tentar encontrar a cura, ou novos tratamentos para a doença, que até hoje não tem cura e da qual se desconhece a origem.

19 setembro 2009

Jantar das Mulheres pela Mudança


São esperadas hoje cerca de 1200 Mulheres num Jantar de apoio à Candidatura do João Abreu! Fenomenal!